Peça já o seu
familia

Blog de TODOS

Acompanhe os principais temas sobre saúde, qualidade de vida e muito mais

familia
PreparaTodos

Como surgiram as vacinas e como elas funcionam

No centro de muitos debates na atualidade, as vacinas foram fundamentais para o combate a várias doenças ao longo da história da Medicina. No entanto, muitas pessoas ainda temem as reações adversas que podem ser causadas por essas substâncias.

Por isso, nada melhor do que ter mais informações sobre essa importante forma de prevenção a doenças, conhecendo como as vacinas surgiram, de que maneira agem no corpo humano, como são desenvolvidas e quais os reais riscos para a saúde. Confira e tire as suas dúvidas.


O que são as vacinas?

São substâncias biológicas que, ao serem introduzidas no corpo humano, ativam o sistema imunológico ensinando o organismo a reconhecer e combater vírus e bactérias em futuras infecções. A vacina estimula a produção de anticorpos necessários para evitar o desenvolvimento da doença quando a pessoa tiver o contato com o agente causador.


Como surgiu a primeira vacina?

A primeira vacina surgiu em 1798, a partir das experiências realizadas pelo médico e cientista inglês Edward Jenner. Ele observou que os trabalhadores rurais, que se contaminavam com a varíola bovina, de menor impacto no corpo das pessoas, eram imunes à varíola humana. Assim, introduziu os dois vírus em um garoto e verificou que tinha de fato uma base científica. A palavra “vacina” deriva justamente de Variolae vaccinae, nome científico dado à varíola bovina.


Como as vacinas são desenvolvidas?

Antes de as vacinas serem aplicadas nos pacientes, há um longo processo, composto por diversos testes para assegurar a sua eficácia e segurança. Em sua formulação, as vacinas podem ser compostas por agentes semelhantes aos microrganismos que causam as doenças, por toxinas e componentes desses microrganismos ou por versões enfraquecidas ou inativas do próprio agente agressor (vírus ou bactéria).

Todos os processos de produção de uma vacina são fiscalizados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e agências reguladoras dos países. No Brasil, o Ministério da Saúde é o órgão responsável pela compra e distribuição de todas as unidades de vacina que serão utilizadas no sistema público de saúde.


Quais os riscos das vacinas?

Em alguns casos, as vacinas podem causar reações adversas como febre baixa, dor em torno do local da aplicação e dores musculares, o que representa uma resposta natural do organismo.

Porém, em casos específicos como de pacientes como imunodeficiência (incapacidade de estabelecer uma imunidade efetiva), algumas vacinas podem não ser indicadas. Na dúvida, é sempre importante consultar um médico ou especialista.



Fontes: Instituição Fiocruz e Mundo Educação UOL.

Tópicos: Saúde, Vacina, Prevenção a doenças

Nova call to action

Posts recentes

Saúde financeira pessoal: confira sua importância e como organizá-la

read more

7 dicas de jardinagem para ter plantas e flores bonitas em casa

read more

Como aprender o básico sobre economia: 5 dicas práticas para o dia a dia

read more