Peça já o seu
familia

Blog de TODOS

Acompanhe os principais temas sobre saúde, qualidade de vida e muito mais

familia
PreparaTodos

Conheça a importância dos brinquedos educativos para as crianças!

A feição de felicidade das crianças que se divertem prova que o ato de brincar traz diversos benefícios. Embora simples, essa prática faz parte do desenvolvimento por estimular aspectos físicos, sociais e cognitivos. O resultado é ainda melhor quando a interação envolve brinquedos educativos.

Você sabe o que são e quais diferenciais eles têm em relação a outros produtos infantis? Falarei mais sobre eles no artigo. Inclusive, saiba que representam ótimas opções para ensinar diferentes coisas e, ao mesmo tempo, entreter a criançada durante a pandemia.

Prossiga com a leitura e confira os motivos!

Qual é a importância dos brinquedos educativos?

Para as crianças, todo recurso usado em momentos de descontração pode ser considerado um brinquedo. Mas existem algumas diferenças entre os produtos. Os chamados lúdicos são aqueles que permitem aos pequenos soltar a imaginação e criar suas próprias fantasias.

Também há os pedagógicos, que, como o nome indica, são bastante empregados nas creches e escolas infantis. Eles têm como objetivo reforçar o aprendizado de conteúdos específicos, como noções de cálculo e memorização de letras. Não é à toa que costumam envolver regras e orientações claras.

Já os brinquedos educativos servem para estimular habilidades diversas por meio de jogos, exercícios e outras atividades animadas. Assim, favorecem características como o raciocínio, a comunicação, o pensamento crítico, o controle da força, a interação social e a coordenação motora do público infantil.

Todas as categorias de brinquedos são importantes na rotina das crianças. Quando ofertadas juntas, ampliam o leque de possibilidades para elas explorarem seus talentos. A variedade de recursos também motiva os pequenos a expressar suas preferências sobre diferentes coisas.

Quais são os melhores brinquedos educativos?

Há muitas opções no mercado, para crianças de todas as idades. Na hora de escolher, considere as atividades favoritas do seu filho e observe o tipo de aprendizado que ele pode ter ao interagir com o produto. Para ajudar você nessa tarefa, trouxe algumas sugestões.

Blocos de montar

Populares por várias gerações, essas pecinhas demandam análise detalhada para que o encaixe entre diferentes módulos ocorra perfeitamente. Logo, são ótimas aliadas para atrair a atenção dos pequenos e fazer com que comecem a testar habilidades de planejamento.

Os blocos podem aparecer em diferentes formatos e resultar em objetos variados, como cubos, aviões, castelos e animais. Como a montagem acontece aos poucos, estimulando a manutenção do foco, também serve para casos de TDAH em crianças.

Boneco com partes do corpo

O boneco com partes do corpo é uma ótima alternativa para o seu filho ter noções de anatomia e aprender como diferentes partes do corpo se relacionam. O ideal é procurar bonecos que tenham formas humanas, já que tornam a assimilação mais fácil. Podem ser desde pessoas até personagens de desenhos animados.

Esses brinquedos educativos exigem que a criança observe o próprio organismo para definir onde prender cada peça. Ela deve montar o boneco por completo, preenchendo áreas com órgãos internos ou tecidos externos, como orelha, olhos, nariz e boca.

Instrumentos musicais

Sejam chocalhos para bebê ou uma bateria em miniatura para crianças maiores, todo elemento que produz som é positivo para o desenvolvimento de habilidades motoras, cognitivas e de atenção. Afinal, os instrumentos musicais pedem que os pequenos façam movimentos ritmados e percebam todas as possibilidades de melodia.

Inclusive, uma boa ideia é usá-los como brinquedos para animar as viagens em família. Se quiserem participar da produção, os pais podem cantar canções e fazer ruídos diferenciados. Essa interação de grupo trabalha a socialização e a autoconfiança das crianças.

Quebra-cabeças

Esse brinquedo não precisa vir com o tradicional formato de peças em tamanhos iguais. Dependendo da figura que vai compor, pode apresentar partes maiores e componentes com mais detalhamento. O importante é aguçar a curiosidade do seu filho e fazer com que se dedique a finalizar o desenho.

Quem brinca sozinho aprende a usar a lógica para conseguir cada encaixe, além de exercitar a paciência. Montar um quebra-cabeças em grupo, por outro lado, desenvolve o espírito colaborativo. Como você pode perceber, as duas situações são benéficas e devem ser proporcionadas aos pequenos.

Fantoches

Outros exemplos de brinquedos educativos são os bonequinhos movimentados com as mãos. Afinal, precisam de comandos e muita criatividade para criar histórias e situações engraçadas. Com fantoches, a criançada pode falar à vontade, dar muitas risadas e explorar suas habilidades de comunicação.

Com um teatrinho que envolva diferentes personagens, por exemplo, é possível ensinar limites e orientar sobre práticas para o bom convívio em sociedade. Assim, desde cedo, seu filho vai aprendendo a lidar com o espaço do outro para respeitar amiguinhos e familiares.

Como incentivar o desenvolvimento infantil?

Todo adulto pode contribuir para esse trabalho, sejam os pais, tios ou avós. É importante que os familiares se envolvam, já que isso fortalecerá a relação com a criança e deixará ela mais confiante para interagir com outras pessoas (como coleguinhas e professores da escola).

A seguir, mostro o que você pode fazer além de dar brinquedos de presente:

  • sirva de exemplo — os pequenos nem sempre vão se interessar de primeira por um jogo ou atividade. Nesses casos, compensa ter alguém que eles gostam por perto e que possam mostrar como a brincadeira é legal;
  • participe, quando possível — ainda que a manipulação individual de certos brinquedos seja interessante, nada impede que os pais ou irmãos mais velhos participem da atividade. O objetivo é deixar o momento mais alegre e repleto de estímulos;
  • respeite o ritmo do seu filho — se a criança não demonstrou vontade de brincar em um primeiro momento ou se frustrou com o próprio desempenho, faça uma pausa e recomende outro programa. Com o tempo, ela vai se adaptar à nova tarefa e cumprir o ritmo do jeito que achar melhor.

Não há limite quando o assunto envolve brinquedos educativos. Agora que você conhece exemplos desses produtos, não deixe de buscar opções adequadas à faixa etária do seu filho. Também procure relacionar os aprendizados obtidos com aquilo que já vem sendo aplicado nas atividades da escola.

Quer mais opções de recursos para distrair os pequenos durante a pandemia? Então, aproveite e acesse agora o podcast de histórias infantis do PreparaTODOS. É um material elaborado com muito carinho para você e a sua família!


Posts recentes

6 mitos e verdades sobre o anticoncepcional: acabe de vez com suas dúvidas

read more

Afinal, como cuidar da saúde sem sair de casa? Descubra!

read more

Seu IMC está normal? Saiba como calcular esse índice

read more