Peça já o seu
familia

Blog de TODOS

Acompanhe os principais temas sobre saúde, qualidade de vida e muito mais

familia
PreparaTodos

Acne em adulto: quais as causas e como tratar

Para quem sofreu com acne na adolescência, o maior desejo era superar essa fase e se livrar do problema dermatológico o mais rápido possível. Mas, e nos casos em que nem com o passar dos anos as espinhas desapareceram, o que fazer? Além disso, também há pessoas que sofrem mais com a acne depois dos 18 anos. É a chamada acne adulta, bem mais comum do que se imagina: ocorre em cerca de 40% da população, principalmente em mulheres.

Entretanto, as espinhas de “gente grande” têm características e causas diferentes da acne na juventude. Enquanto nos adolescentes as inflamações aparecem mais na Zona T (testa, nariz e parte superior das bochechas), nos adultos, as espinhas surgem predominantemente na Zona U (queixo, mandíbula e pescoço), tendem a ser mais vermelhas e causam dor.


Quais as principais causas?

Os fatores que desencadeiam a acne na vida adulta também são diferentes. No caso das mulheres, as alterações hormonais são os principais responsáveis, porém também existem outras questões a serem consideradas, como aumento do estresse (que também provoca outros problemas de pele), excesso de exposição ao sol, má alimentação (frituras, grande consumo de açúcar e carboidratos), poluição e tabagismo. Além disso, estudos mostram que o fator hereditário está presente em muitos casos.


Como tratar?

Apesar das características e causas diferentes, o tratamento para a acne adulta é semelhante nos casos em que ela ocorre na adolescência. A rotina de cuidados é indispensável, com o uso de produtos apropriados, adstringentes, hidratantes indicados para peles acneicas e produtos secativos. A avaliação médica é fundamental e, de acordo com a recomendação, outras substâncias como ácido azelaico, tretinoína, adapaleno e peróxido de benzoíla, que têm ação anti-inflamatória, podem ser usados.

Em algumas situações também é receitado o uso de antibióticos orais e, no caso das mulheres, contraceptivos para regular a questão hormonal. Porém, a avaliação sempre deve ser individualizada e realizada pelo especialista médico. Um ponto muito importante que não pode ser negligenciado é a alimentação adequada. A frase famosa “chocolate dá espinhas” tem fundamento se o consumo for excessivo, já que muito açúcar e gordura podem agravar a acne tanto em adultos como nos adolescentes.


Fontes: Veja Saúde e Revista Marie Claire.

Tópicos: Problemas de pele, acne, Espinhas, Acne em adulto

Nova call to action

Posts recentes

Cartão de TODOS promove intercâmbio cultural por meio da culinária

read more

4 sintomas da anemia infantil para ficar de olho

read more

O Cartão de TODOS cobre exames? Entenda

read more