Peça já o seu
familia

Blog de TODOS

Acompanhe os principais temas sobre saúde, qualidade de vida e muito mais

familia
PreparaTodos

10 dicas para ensinar limites aos filhos

Gritos, birras, choro, desobediência e até mesmo, em certas vezes, violência... É difícil reconhecer, mas os filhos, em algumas ocasiões, passam dos limites. Essas reações inesperadas por parte das crianças causam desespero em muitos pais. Essa é hora de botar a mão na consciência, controlar os impulsos, não partir para o lado radical e corrigir os rumos da educação do seu filho. Você sabe (e o seu filho também) que dar limites e educar são atos de amor. Tenha isso em mente!


1 - Mostre as regras com controle

Em vez de dar bronca ou gritar, tente fazer o seu filho lembrar das regras que vocês combinaram dentro do lar. Questione-o de maneira amigável.



2 - Questione

Pergunte a si mesmo(a): por que seu filho está agindo assim? Será que ele quer chamar atenção? Às vezes, a atitude radical pode ser fruto de uma incapacidade de comunicação. Busque enxergar seu filho além da malcriação.


3 - Julgue de acordo com a idade

Respeitar as fases do seu filho não significa ser permissivo, nem deixar que os filhos se tornem os “reis” da casa. Em cada idade, existe aquilo que é ou não apropriado.


4 - Mostre as consequências

Castigos e chantagens não educam. Mas é preciso fazer os filhos enxergarem que todos os atos têm consequências.


5 - Não tenha medo do seu filho

As crianças podem gritar, chorar, espernear, atirar objetos. Mas você não deve se assustar diante dessas atitudes e recuar. Se tomou uma decisão, continue firme nela. A cada passo que você recua, seu filho ganha um ponto na autoridade.


6 - Controle as diversões

Evite penalizar severamente, mas mostre ao seu filho que malcriações podem deixá-lo sem um brinquedo favorito, sem acesso a eletrônicos ou festinhas de amigos.


7 - Enalteça os valores

Mostre o lado positivo de ser educado, de ter respeito, de ter autocontrole e de mostrar empatia pelo próximo. Demonstre ao seu filho, com palavras e exemplos, o valores que você quer ver respeitados por ele.


8 - Tarefas necessárias

Se o filho bagunçou a casa, o quarto ou deixou brinquedos esparramados, faça ele se responsabilizar pela arrumação.


9 - Aprenda a dizer “não”

Vivemos em uma sociedade com limites. E, se você não ensinar isso para o seu filho desde pequeno, ele com certeza terá problemas para conviver com os amigos, professores e até familiares. Diga “não” e persista, por mais que ele chore, insista ou tente lhe chantagear.


10 - Cantinho da reflexão

A sugestão divide especialistas, mas pode funcionar. Coloque a criança no “cantinho” após se comportar mal. Cumpra o tempo estipulado. Depois, explique o que ela vez de errado.


Plus: o que NÃO fazer na hora de educar o seu filho

  • Gritar, falar de forma bruta e violenta.
  • Usar tom de súplica, como: "Filhinho, não faz assim, por favor".
  • Passar mensagens ambíguas ou fazer ameaças vazias, como: "Se você não parar, você vai ver".
  • “Terceirizar” a criação da criança, deixando toda a educação sob responsabilidade de um terceiro, como a babá, os avós ou a escola.
  • Evitar os extremos: ser muito liberal ou rígido demais não é bom. Busque sempre o equilíbrio.
  • Exagerar nas ordens: isso fará a criança querer burlar as regras.
  • Penalizar a criança com castigos frequentes e desproporcionais à ação e à idade dela.
  • Barganhar. Em vez de: “Se você comer a salada eu dou chocolate”, prefira explicar o real motivo das coisas: “Você precisa comer as verduras para crescer e ter saúde”.

Tópicos: Educação, Filhos, Família

Nova call to action

Posts recentes

6 mitos e verdades sobre o anticoncepcional: acabe de vez com suas dúvidas

read more

Afinal, como cuidar da saúde sem sair de casa? Descubra!

read more

Seu IMC está normal? Saiba como calcular esse índice

read more